20 de maio de 2011

Tomara...




Tomara que a gente não desista de ser quem é por nada nem ninguém deste mundo. Que a gente reconheça o poder do outro sem esquecer do nosso. Que as mentiras alheias não confundam as nossas verdades, mesmo que as mentiras e as verdades sejam impermanentes. Que friagem nenhuma seja capaz de encabular o nosso calor mais bonito. Que, mesmo quando estivermos doendo, não percamos de vista nem de sonho a ideia da alegria. Tomara que apesar dos apesares todos, a gente continue tendo valentia suficiente para não abrir mão de se sentir feliz.
Caio Fernando Abreu.
As covardias desse mundo têm me feito muito mal. Mas tomara que em algum lugar a onde quer que a justiça esteja, ela rêpensa e volte para prevalecer. E tomara que eu possa sorrir com vontade novamente... tomara. 

3 comentários:

  1. Tomara que nunca desistamos de acreditar nos nossos sonhos, pois, somos eles...
    bjxxx

    adorei essa fonte (letra) rsrs

    te desejei parabens essa semana acho rsrs

    bjxxx

    ResponderExcluir
  2. Nossa adoreiiiiii seu blog se um dia meu layout sumir como já ocorreu 1 vez vou por esse se eu achar rsrs

    bjxxx

    ResponderExcluir
  3. Como seu perfil já diz, você se expressa muitíssimo bem com as palavras, e não precisa ser jornalista e nem escritora e nem um letrado para se expressar através das palavras, porque qualquer arte para ser expressada precisa-se de algo chamado DOM, e isso você tem.

    Parabéns!!!

    Hahaha
    Adoro seu blog...

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar.

Beijos ;*